JUNTAR FORÇAS POR GRÂNDOLA

Novembro 09 2009

 

UM MURO CAIU. QUANTOS MAIS FALTAM CAIR SOBRETUDO A NÍVEL DO PRECONCEITO, DA HIPOCRISIA E DO FUNDAMENTALISMO. CAIU APENAS UM!

 

publicado por Bloco Grandola às 21:45
|  O que é? | favorito

Ah, isto é que é uma comemoração à maneira! Já cá está o bom som e a diferença. É o Bloco de Grândola, é diferente de TUDO! gostei! As grandes barreiras estão nos cérebros que mandam neste mundinnho tão mesquinho.Parabéns!

G.R.
grandolense rockeiro a 9 de Novembro de 2009 às 22:01

ahhh grande BLOCO! Temos gente, temos cabeça, temos originalidade!
Tóni a 9 de Novembro de 2009 às 22:07

Cada vez gosto mais disto: em vez das solenidades com os SENHORES do costume, o sentimento da música, a vibração das pessoas e dos seus sentimentos. e ainda O ALERTA PARA OS MUROS QUE FALTAM ABOLIR! Chamem-lhes "cotas", chamem-lhes comunistas... o tanas! É o BLOCO!
Maria Antónia a 9 de Novembro de 2009 às 22:09

“Muros ou paz”

Santa ingenuidade esta de comemorar e meter comemoração pelos olhos dentro de todos nós a propósito da queda de um muro, o muro de Berlim, quando em todo o mundo existente mais de uma dezena de muros, recentemente construídos uns e outros ainda em construção, será que nos querem vender o ideal de democracia sanitária, enquanto nos tentam esconder a porcaria que por aí vai.

Só para citar a título de mero exemplo, alguns dos muros em construção, na Índia está a ser erigido um, com mais de 3 000 quilómetros, para separar este país do Bangladesh, alegadamente, para impedir a imigração ilegal proveniente do país vizinho. Pelos vistos as razões também passam por questões religiosas e pelo terrorismo islâmico.

Um outro está a ser erigido, nos EUA, na fronteira com o México com o pretexto de impedir a entrada de imigrantes ilegais, sobretudo mexicanos e centro-americanos e que se tornou já numa fonte de horrores, de sofrimento e de morte para as populações pobres do sul, onde 3 000 cruzes junto ao muro recordam os imigrantes falecidos.

Está também em fase avançada de construção, o muro entre Israel e a Palestina, três vezes maior que o de Berlim e duas vezes mais alto, que confiscará parte das terras da Cisjordânia e deixará os palestinos fechados e fragmentados em três cantões principais subdivididos em diferentes regiões incomunicáveis.

Existe ainda uma nova modalidade, agora nas cidades da América do Sul, do qual o muro do Rio de Janeiro é o exemplo mais recente, aqui com o pretexto de conter a expansão das comunidades e proteger a floresta nativa restante, quando toda a gente sabe a destruição que está em curso nessa mesma floresta.

Estes são só um punhado de exemplos das dezenas possíveis que folheando as páginas virtuais da net se podem encontrar e que nos devem fazer meditar, independentemente das boas razões que assistem a todos os mandantes destas obras, que esquartejam territórios e semeiam sizões entre povos e populações, se será esta política de construção de muros que agudiza tensões e ódios que se deve fomentar ou se pelo contrário será preferível investir esforços numa outra via de diálogo e conciliação, com vista à obtenção da paz.
PM a 10 de Novembro de 2009 às 04:07

Ontem fez-se história na Comporta e também lá caiu o muro.
O povo juntou-se, foi à Assembleia de Freguesia e resolveu dizer basta ao autoritarismo comunista.
As pessoas foram, fizeram-se ouvir, aplaudiram a voz da verdade, a voz do Bloco!
Vaiaram a presidente, disseram o que pensavam e apoiaram a deputada do bloco.
Foi fantástico para o Bloco, mas acima de tudo foi fantástico para a Comporta.
Em Bloca faremos a diferença!
Vão ler um exemplo de democracia em http://komporta.blogspot.com
Comporta a 10 de Novembro de 2009 às 23:42

Corrupção Intemporal

Não existe república, qualquer que seja a maneira como é governada, onde haja mais de quarenta a cinquenta cidadãos que chegam a postos de comando. Ora, como é um número muito pequeno, é fácil mantê-los sob controle, seja tomando a decisão de suprimi-los, seja dando a cada um a parcela de honras e empregos que lhes convém.

Nicolo Maquiavel, in 'Discursos sobre a Primeira Década de Tito Lívio'
Anónimo a 11 de Novembro de 2009 às 04:56

Nada de novo gente? Vá lá, atão?
Maria Antónia a 13 de Novembro de 2009 às 23:04

Já estou como a comentadora acima: mas não há nada de novo com tantas coisas que se passam nesta terra e neste país? O Bloco fechou? O que se passa com vocês? Venho ver e está tudo na mesma...
Cristina a 14 de Novembro de 2009 às 14:20

vamos a isto, então as obras em frente ao coutada? as árvores arrancadas, o dinheiro gasto? vale a pena ou não?
Anónimo a 14 de Novembro de 2009 às 15:24

Eleições repetidas em Santiago do Cacem por falta de entendimento entre a CDU (vencedora) e PS/PSD/BE. publiquem alguma informação sobre este tema que está a dar que falar no concelho vizinho...
Anónimo a 14 de Novembro de 2009 às 15:27

A CDU obteve 1406 votos e os outros 1901 votos. De acordo com a lei 5-A/2002, negociada entre PS e PSD só o presidente da junta pode propor nomes da Assembleia de freguesia para fazerem parte da junta. Quando o partido mais votado está em minoria ou se entendem ou há eleições de 6 em 6 meses, por exemplo.A CDU ficou em minoria mas foi a lista mais votada e as suas propostas foram: Sonia CDU-7votos a favor;Teresa Chaves CDU-6 a favor;Salema BE-5 a favor;Gamito Barradas CDU-6 a favor;José Carlos PS-7 a favor;João Gamito PSD-10 a favor;Teresa Chaves CDU-6;Maria Leonor CDU-6;Ângela baltazar CDU-6 a favo.Viva a ditadura CDU e amigos.
sombrinha a 21 de Novembro de 2009 às 22:23

Um Blogue do Bloco de Esquerda de Grândola atento ao Mundo
mais sobre mim
Novembro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

16
19
20
21

22
24
26
27
28

29
30


pesquisar
 
NOSSO EMAIL
blocograndola@gmail.com
ESTÀS A OUVIR
VENHAM MAIS CINCO
VENHAM MAIS CINCO
blogs SAPO